RD

Perfil de investidor de criptomoeda: existe um ideal?

Em um primeiro momento, é comum ficarmos indecisos acerca de qual o nosso perfil de investidor — sobretudo no mercado de criptomoedas, que ainda é recente e nos oferece uma grande gama de possibilidades.

Nesse sentido, determinar qual é o seu perfil é o primeiro passo para entender como melhor investir o seu dinheiro, para que você se sinta confortável em relação ao grau de risco ao qual está se expondo, bem como para entender as possibilidades de retorno que cada perfil de investidor pode proporcionar.

Compreender qual a sua resistência ao risco e quanto dele você consegue aguentar em suas movimentações facilitará, e muito, na hora de realizar seus investimentos. Para ajudar você com isso, criamos este post rápido. Boa leitura!

O que é o perfil de investidor

O perfil de investidor é uma maneira de classificar o investidor de acordo com a sua capacidade de se manter tranquilo com relação aos riscos que corre ao tomar determinadas decisões de investimentos.

Quando atuar em qualquer mercado — seja o digital, seja a bolsa de valores —, é fundamental que primeiro você entenda qual é o seu perfil antes de iniciar os seusz investimentos, uma vez que isso garantirá que tomará decisões de maneira mais confortável.

Entender o seu perfil de investidor o auxiliará a fazer as escolhas certas de acordo com a sua personalidade, reduzindo suas chances de perder dinheiro com movimentações erradas ou em momentos inoportunos. Sem saber qual é o seu perfil, é comum vender antes da hora ou comprar no momento errado e acabar perdendo dinheiro.

Essa é a importância de conhecer o seu perfil antes de se aventurar no mercado de criptomoedas, tendo mais claridade em relação às suas possibilidades de ganhos e em relação aos riscos que está disposto a correr em busca de sua liberdade financeira.

Qual é o perfil ideal para investir em criptomoedas

No geral, é comum pensar que existe apenas um tipo de pessoa que investe em criptomoedas — jovens, sem medo de arriscar e mais arrojados em suas decisões —, porém isso é uma grande falácia. A verdade é que não há um perfil ideal quando o assunto é criptomoeda.

Na sequência, vamos listar os três perfis básicos de investidores e demonstrar que cada um deles pode, sim, tirar proveito do mercado de criptoativos e lucrar à sua maneira, seguindo sua forma de investir.

Confira cada um deles e veja em qual você se encaixa!

O perfil conservador

O perfil conservador é o que mais se encaixa com a pessoa que está começando a investir em criptomoedas, em função da sua falta de conhecimento acerca do funcionamento desse mercado. Sendo assim, ela pode não suportar tanto risco, realizando seus investimentos de forma cautelosa.

Geralmente, esse tipo de investidor tem medo de realizar aportes mais altos em criptomoedas ou de colocar parte de seus investimentos em ativos de riscos, novas moedas e projetos que ainda não são muito conhecidos no mercado. Além disso, investe ocasionalmente, não se dedicando totalmente à essa atividade.

Para esse perfil, o indicado é realizar investimento nas chamadas stablecoins —moedas atreladas a ativos comuns, com lastro, como o dólar digital ou o ouro. As stablecoins são moedas muito mais estáveis, sofrendo menos oscilações e flutuações.

O perfil moderado

O investidor de perfil moderado tem certo receio, mas já se sente mais seguro e é capaz de suportar mais riscos que o conservador na hora de realizar seus investimentos. Na maioria dos casos, ele já tem um bom conhecimento do mercado e busca maior retorno.

Entre os principais alvos desse tipo de perfil de investir está o Bitcoin, uma criptomoeda que ainda tem um risco relativamente alto de flutuação, mas que é consolidada no mercado e mais segura se comparada a outras criptomoedas incipientes.

Como já detém um maior conhecimento, é comum que esse investidor também se aventure em projetos promissores, como Ethereum, Stellar e Riple.

O perfil agressivo

Por fim, temos o perfil agressivo, o tipo de investidor que conhece muito bem o mercado e está disposto a correr muitos riscos para obter altos lucros com seus investimentos. É capaz de operar com vários tipos de trades, tanto no longo prazo quanto em compra e venda diária.

Sua principal característica é entender qual é a melhor hora de comprar ou vender seus ativos digitais, buscando sempre novas moedas em um contexto com alta flutuação e possibilidades de ganhos. Muitas vezes, esse tipo de investidor opera no mercado todos os dias.

O que são Smart Contracts

Muitas pessoas ainda têm medo de investir em criptomoedas por acreditar que não há segurança nas operações, mas isso não é verdade. Existem vários dispositivos criados para proteger as operações com ativos digitais, sendo que a tecnologia Blockchain, principal dispositivo dentro dos criptoativos, é revolucionária em termos de segurança da informação.

Conforme as moedas digitais evoluíram, surgiram os Smart Contracts, também chamados, em português, de contratos inteligentes. Os Smart Contracts têm o intuito de facilitar, efetivar e proteger ainda mais as operações financeiras dentro da Blockchain.

O Smart Contract é um código autoexecutável de computador pelo qual se definem regras e consequências, assim como ocorre em um contrato comum em documento físico. A diferença é que ele se cumpre de forma automática.

Ou seja, caso suas regras sejam cumpridas ou descumpridas, seus benefícios, obrigações e penalidades serão automaticamente acionados. Podem ser aplicados a qualquer Blockchain, seja Bitcoin, seja Ethereum ou outras moedas digitais.

Como eles ajudam a proteger os investimentos em criptomoedas

O objetivo principal dos contratos inteligentes é auxiliar na proteção das transações de criptomoedas, permitindo, assim, que desconhecidos possam fazer negócios sem se conhecer. Caso as regras sejam seguidas, o contrato se cumprirá de forma automática, sem a necessidade de um intermediário.

Isso impacta diretamente na confiança entre os investidores, pois eles têm a certeza de que o acordado se cumprirá, visto que os Smart Contracts garantem isso. Em outras palavras, são um investimento seguro, não importando de quem você compra seus ativos ou para quem venderá.

Além disso, todos os Smart Contracts são inseridos na Blockchain, sem a chance de serem alterados ou de sofrerem algum tipo de fraude, uma vez que suas informações estão descentralizadas por toda a rede.

Conclusão

Agora que você sabe que os Smart Contracts conferem segurança às transações de criptoativos, o próximo passo é definir qual é o seu perfil de investidor antes de investir em criptomoedas, lembrando que, independentemente de qual seja ele, existe uma maneira segura para realizar seus investimentos.

Gostou deste conteúdo? Fique por dentro de todos os nossos posts curtindo nossa página no Facebook!

Assine aqui e fique por dentro das novidades do mercado de criptoativos!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.