RD

Expectativa! Bitcoin a US$22.000 dólares?

Na manhã desta quarta-feira, 18 de Novembro, o bitcoin ultrapassou a marca dos US$18.500 dólares, sendo a nova máxima para 2020. A última vez que o bitcoin registrou esse valor, foi em dezembro de 2017, pouco tempo antes de chegar aos US$20.000, recorde histórico já registrado.

Um dos motivos para essa alta é entrada de grandes investidores institucionais no universo cripto. Em setembro, a MicroStrategy anunciou a compra de 16 mil bitcoins, investindo US$ 425 milhões. Outra empresa que, também, investiu em criptomoeda foi empresa de pagamentos Square, no anúncio realizado por seu cofundador Jack Dorsey,  foi confirmada a compra de US$ 50 milhões em bitcoin.

O PayPal, grande empresa de pagamento digitais, é outra instituição que ajudou a movimentar o cenário de criptoativos, com o anúncio de que seus clientes podem comprar, vender e manter seus bitcoins e outros ativos, através de suas contas. 

Outro motivo que pode ter colaborado nessa alta foi o Halving, que ocorreu em maio deste ano, uma vez que esse evento diminuiu a entrada, no mercado, de novas moedas, a demanda aumentou e acabou impulsionando o preço.

Alguns especialistas em análise do Bitcoin dizem que ele pode subir ainda mais e chegar aos US$ 22.000. O analista e criador do Lookintobitcoin.com, Philip Swift, apresentou quatro motivos que levam a crer que o bitcoin chegará a esse valor.

O primeiro motivo é o aumento de “HODLers”, ou seja, desde de a queda do preço do bitcoin em março, houve um crescimento significativo no número de pessoas e empresas que compram e mantém Bitcoin por um longo tempo. Esse ato pode mostrar que os investidores estão aguardando uma ampla recuperação do Bitcoin a longo prazo.

O segundo motivo são a taxas de financiamento neutras. O mercado de criptomoedas usa as taxas de financiamento como mecanismo para equilibrar o mercado, portanto durante as altas do bitcoin, as taxas de financiamento podem ter um aumento significativo. A média da taxa de financiamento é de cerca de 0,01%, para contratos futuros perpétuos do Bitcoin. Nos últimos meses, essa taxa permaneceu em torno de 0,01% e algumas vezes abaixo disso. Mas o que isso quer dizer? Quer dizer que o mercado não está superaquecido, e que entre compras e vendas há um equilíbrio.

O penúltimo motivo é que as reservas de Bitcoin estão caindo, ou seja o fluxo de saída de Bitcoin está superando a quantidade de novos bitcoins  extraídos. E isso significa que os investidores estão planejando manter seu bitcoins por longos períodos. 

E por último, as instituições estão, cada vez mais, acumulando Bitcoin, uma vez que a criptomoeda está se recuperando de forma consistente, desde do início do ano. Dessa forma, ao longo do ano 2020,  o Bitcoin se tornou uma reserva de valores muito atraente para diversas instituições.

Será que as expectativas dos analistas irão se concretizar?

E você? Acredita que o Bitcoin baterá os US$ 20.000? E aqui no Brasil, chegaremos aos R$100.000 até o fim de 2020? Acesse a plataforma da Bolsa Cripto e acompanhe nossas redes sociais para não perder nenhuma oportunidade.

Assine aqui e fique por dentro das novidades do mercado de criptoativos!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.